Desde 1984
Geral
17 de Abril de 2021
Margarida trabalha com setor da Covid-19 abaixo dos 100%, mas ainda em situação delicada

O sábado (17) começou com o setor especial para tratamento do coronavírus tendo um leve respiro, apesar de sua situação sensível. De acordo com o boletim da casa de saúde, com dados das 8 horas, o Centro de Terapia Intensiva (CTI) abriga 24 pacientes, operando com a delicada ocupação de 96%; no início desta semana, o número de camas foi aumentado de 15 para 25. Dez dos internados já tiveram diagnóstico positivo para a Covid-19, e os outros 14 são casos suspeitos. 20 dos pacientes são monlevadenses, e os outros quatro residem em outros municípios. 
Já a enfermaria especial atende a 17 pessoas, o que corresponde a 63% de sua capacidade. Destes, três já tiveram o coronavírus atestado, enquanto os os outros 14 aguardam o resultado de exames. 14 dos 17 internados moram em João Monlevade, e os outros três, em outros municípios. O ambulatório especial, destinado ao primeiro atendimento a casos suspeitos, está vazio.