Você está em Opinião / COXIA /
Coxia
12 de janeiro de 2018
coxia edição 2367
Doenças

O alerta foi dado: é hora de se preocupar com a dengue, zika e chikungunya, transmitidas pelo Aedes Aegypt e que pode causar epidemia em Monlevade. A população deve fazer a sua parte mas a Prefeitura também. Inclusive, autuando aqueles que facilitem a reprodução do mosquito. O que fazer com carros abandonados apo-drecendo nas ruas e que são verdadeiros berçários do transmissor? O que fazer com a quantidade de entulhos es-palhados em calçadas? O que fazer com casas e lotes aban-donados cheios de poças d’água e com focos da doença? O caso é grave

Sem água

Moradores dos bairros Vale do Sol, Rosário e Mangabeiras começaram o ano com pro-blemas velhos: a falta de água em suas caixas. O DAE alegou o de sempre: problema em adutoras e que foi difícil ser mapeado. Enquanto isso, a população reclama que o drama existe há décadas. Desse jeito, é difícil melhorar a avaliação positiva, viu prefeita?

Passagem

Assunto da semana em grupos de whatsapp é que o preço da passagem dos ônibus coletivos pode chegar a R$5 na cidade. Procurada, tanto a empresa, quanto o Settran não descartaram o reajuste, mas não nesse valor. O gerente da empresa disse que não houve ainda uma conversa para tratar do tema. Mas o assunto deve esquentar até o fim do mês, quando haverá apresentação da planilha de custos e sugestões de reajuste ao Conselho Municipal de Transporte (CMT). A população está de olho e, pelo visto, sem paciência.

De saída

A economista Luciana Car-valho, responsável pela Se-cretaria de Fazenda do Governo Municipal, está indo embora. Segundo apurado, ela vai se dedicar a cuidar da mãe, que está doente e em tratamento, em BH. Sem dúvida, um baque para a gestão Simone, que perde uma pessoa de confiança e um dos nomes mais competentes e profissionais da equipe da prefeita. Desafio e tanto para o sucessor, o advogado Tiago Duarte. Quem também deixa João Monlevade nos próximos dias é o gestor de RH da ArcelorMittal, João Carlos de Oliveira Guimarães. Ele foi transferido para Cariacica, após 28 anos na Usina.

FM

A mudança da Rádio Cultura para a faixa FM vai trazer alterações no ritmo da emis-sora e na programação. No entanto, Carlos Moreira, marido da prefeita Simone Carvalho, vai continuar com seu programa. A intenção da emissora é ampliar o número de ouvintes com a nova frequência e modernizar a rádio como um todo. Será que o estilo Moreira vai agradar a quem ouve FM?

14º Salário
O presidente da Câmara, Djalma Bastos, comemorou a decisão da juíza Karen dos Montes em manter o decreto que suspende o pagamento de retorno de férias a funcionários da Câmara. A ação, que queria a volta do abono, foi proposta pela assessora parlamentar do vereador Pastor Carlinhos. Justamente, quem criou o benefício em 2011 e único a se manifestar contrário à medida publicamente.
LEIA TAMBÉM
 
Publicidade
Publicidade
31 3851-1791
Av. Rodrigues Alves, nº 78, República
João Monlevade/MG
NOTÍCIAS
OPINIÃO
OPINIÃO
SOCIAIS