Você está em Opinião / COXIA /
Coxia
6 de outubro de 2017
Coxia 2341
Fúria

O ataque de fúria de Sinval ao editor e ao jornal A Notícia na última reunião da Câmara é o típico caso de quem perde o argumento e parte para o ataque. Há mais de vinte anos como vereador e se achando acima até da própria Câmara, ele não passa da média medíocre dos políticos brasileiros.

Decoro

O decoro parlamentar, que é a conjunção de valores como: mo-ralidade, honestidade, legalidade, impessoalidade e boa fé, precisa ser cobrado na Câmara Municipal. Não são poucas as ofensas proferidas por Sinval aos colegas. O episódio desta quarta é uma ótima oportunidade para avaliar as ações do tucano sobre respeito aos pares. A medida pode levar à cassação do mandato dele. Fica a dica

Manifesto I

A manifestação de estudantes da Uemg de João Monlevade na tarde da última segunda-feira (2), reivindicando mais segurança após o estupro sofrido por uma aluna na semana passada, mostrou a importância do assunto e, principalmente, que a classe estudantil quer dar um basta à sensação de insegurança no local.

Manifesto II

Muito organizado, com foco, falas contundentes e contando com a participação de importantes entidades, o manifesto pacífico, com passeata saindo da porta da Uemg em direção à Praça do Povo, chamou a atenção da cidade e contou com a participação de centenas de alunos. Além da importância do ato, que tratou de um assunto que envolve toda a população, o protesto mostrou o quanto a juventude está engajada pela causa. Palmas para os alunos

Silêncio

Apesar do crime ter ocorrido há uma semana, até hoje, a prefeita de Monlevade, Simone Carvalho, não se posicionou oficialmente sobre o assunto. Nem uma palavra de solidariedade, principalmente, em se tratando da primeira mulher a governar a cidade. Em tempos de internet, a prefeita poderia ter gravado um vídeo nas redes sociais ou enviado nota à imprensa. É o mínimo que se espera da líder de João Mon-levade. Perdeu ótima oportunidade de melhorar sua avaliação positiva e mostrar que, realmente, ela se importa.


Do Paraguai

Em sua fala sobre segurança pública durante a reunião ordinária da última quarta-feira (4), o vereador Tonhão (PPS) criticou as lâmpadas utilizadas na iluminação pública em vários pontos da cidade, que, segundo ele, são de baixa qualidade e duram menos, o que aumenta o risco da ocorrência de crimes. De acordo com o parlamentar, as lâmpadas utilizadas pelo município são do “Paraguai”, devido à pouca eficiência.

Identidade

Boa notícia foi dada pela Delegacia Regional de Polícia Civil nesta semana, que informou sobre o reinício, desde a sexta-feira passada (29), do agendamento para confecção de carteiras de identidade em João Monlevade. O agendamento presencial será feito todas as sextas-feiras úteis, com 80 senhas distribuídas às 8h30 da manhã, na rua Bernardino Brandão, número 180, no bairro Rosário. A demanda é muito grande e Monlevade, como polo da região, não poderia continuar com a precariedade no sistema.
LEIA TAMBÉM
 
Publicidade
Publicidade
31 3851-1791
Av. Rodrigues Alves, nº 78, República
João Monlevade/MG
NOTÍCIAS
OPINIÃO
OPINIÃO
SOCIAIS