• Publicidade
Variedades
sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

O rock invade Monlevade

 





Falta menos de um mês para João Monlevade ser dominada pelo rock. Considerado o maior festival em rede do mundo, o Grito Rock é realizado em mais de 300 cidades entre os meses de janeiro e março, inclusive em países latino-americanos e europeus. Esse ano, o festival acontece pela primeira vez em Monlevade e a produção local fica por conta do Coletivo 7faces.
Produzido de forma totalmente colaborativa, o festival contará com a participação de dez bandas, sendo algumas locais e as demais de diversas cidades do país. O Grito Rock será realizado nos dias 22 e 23 de fevereiro, totalmente aberto ao público. O local dos shows ainda está sendo estudado.
O evento coloca em circulação mais de 1.500 artistas e agentes culturais independentes promovendo um intercâmbio cultural de grandes proporções. O foco é divulgar bandas independentes com trabalhos autorais e inseri-las no circuito cultural nacional. 
A ideia de realizar o festival em João Monle-vade foi da produtora Carla Lisboa. “A região do Médio Piracicaba era a única de Minas que não participava. Queria que a população da região também pudesse desfrutar do evento”, comenta Carla. Até então, mais de 300 bandas de todo o país se inscreveram, sendo apenas três monlevadenses. 
“João Monlevade, infelizmente, ainda está com a cabeça muito fechada para grandes oportunidades. E por mais que as próprias pessoas de fora ou mesmo daqui tentem fazer algo diferente existe um preconceito. Não é algo exclusivo daqui, mas da maioria das cidades. Independente de estilo musical e visual, há preconceito. Com projetos co-mo esse, ou mesmo menores, a gente acaba mostrando o outro lado, o qual muitos desconhecem”, afirma o técnico em informática Aníbal Albuquerque, 25. 
Aníbal espera que esse não seja apenas o primeiro e único Grito do Rock, assim como foram outros projetos. Ele tem esperança de que o festival possa fazer a diferença e que seja o primeiro passo para promover a mudança de comportamento. 
Os artistas interessados em participar do Grito Rock Monlevade devem criar um perfil no site http://tbn.art.br e se inscrever no seguinte link: http://tnb.art.br/oportunidades/grito-rock-mundo-2013/grito-rock-mundo-2013-joao-monlevademg/. As inscrições terminam no próximo dia 31. 
Serão realizadas oficinas e workshops com temas do mercado da música independente. Serão ofertadas 50 vagas por oficina, sendo as inscrições gratuitas. O público-alvo são os estudantes entre 15 e 24 anos das classes C, D e E, que cursam o Ensino Médio.
A produtora do Grito Rock dá uma dica para aqueles artistas que desejam participar do evento em Monlevade: “Ao fazer a inscrição, anexe trabalhos anteriormente realizados, como vídeos e áudios de músicas”. Para mais informações, acesse o site http://gritorock.com.br ou entre em contato com Carla Lisboa pelo telefone (31) 8757-8333.
 
O festival
 
Em sua 8ª edição, essa será a primeira vez que o festival terá circulação mundial. A proposta do Grito Rock é aproveitar a vitrine promovida pelas festividades carnavalescas para promover uma grande mostra da diversidade cultural urbana. Durante os dois dias de festa, devem passar pela cidade centenas de turistas das mais diversas cidades e regiões do Brasil.  
O festival tem a característica de ser um poten-cializador do ambiente de rede. Por acontecer em várias cidades espalhadas pela América, o Grito Rock favorece a circulação de ban-das, comunicadores, agentes e tecnologias. Outra forte característica do evento é funcionar como uma seleção natural do que melhor acontece na música brasileira, com suas diferentes nuances e personalidades resultando em uma rica gama de identidade musical.

Centenas de pessoas devem passar pela cidade durante dois dias de festival
 
Newsletter
Saiba de todas as novidades do Jornal A Notícia cadastrando em nossa newsletter.

+ Assinar newsletter

Todos dos os direitos reservados 2012
Quem somos   Expediente