Desde 1984
Polícia
24 de Novembro de 2020
PRF faz duas apreensões de cocaína no mesmo dia e tira R$1,7 milhão do tráfico
DivulgaçãoPRF
Esta terça-feira (24) foi de trabalho para os integrantes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em João Monlevade. O posto da corporação no quilômetro 335 da rodovia fez duas abordagens de pessoas com drogas. A primeira foi já de manhã, quando os policiais decidiram abordar um ônibus de viagem que fazia a linha Belo Horizonte-Salto da Divisa. Enquanto inspecionavam as bagagens, um dos passageiros demonstrou bastante nervosismo.

Dentro da bolsa desse passageiro, havia três barras de cloridato de cocaína, somando 3,23 quilogramas de droga, avaliada em cerca de R$400 mil. Questionado, o dono do tóxico disse que saiu da capital mineira com destino a Timóteo, tendo recebido R$1 mil pelo transporte. Ele foi levado juntamente com o material para a Delegacia de Polícia Civil de João Monlevade, e pode ser punido com até 15 anos de cadeia pelo crime de tráfico de drogas.

Já pela manhã, a PRF prendeu um casal que transportava cocaína em um carro. Os policiais deram ordem de parada a um Fiat Mobi com placas do Recife, conduzido por um homem de 33 anos e tendo a companheira desde, de 31, como passageira. Após uma inspeção pelo interior do veículo, os rodoviários descobriram um total de 30 tabletes de cocaína ocultos sob os forros das portas, assim como sob o estofado do banco traseiro. O tóxico está avaliado em R$1,3 milhão.

Questionado, o homem disse que tomou o carro em Santo Antônio do Amparo e iria leva-lo até à cidade baiana de Ilhéus, recebendo R$10 mil pelo transporte. Ele ainda apresentou um documento de identidade falso, já que seria alvo de um processo judicial em Sergipe. Já a passageira declarou ter um relacionamento amoroso com o motorista há um ano e oito meses, estando com um mês de gestação e negando qualquer conhecimento sobre o crime. Os dois e a droga foram levados para a Delegacia de Polícia Civil de João Monlevade.