Desde 1984
Polícia
01 de Junho de 2020
Insultam, ameaçam policiais e vão para a cadeia em Monlevade
A Polícia Militar foi atacada e hostilizada durante uma ação neste domingo (31) no bairro Cruzeiro Celeste, em João Monlevade. Segundo informações do Boletim de Ocorrência, por volta da meia-noite, uma guarnição patrulhava o bairro Vera Cruz, quando reparou em um Volkswagen Gol ligado e parado em um conhecido ponto de tráfico de drogas.

Em torno do carro, havia quatro pessoas. Ao perceber que seria abordado, E. H. S., 21, atirou um volume ao chão, onde havia duas buchas de maconha. Dentro do carro, havia uma garrucha calibre .22, e dentro das meias de E., havia mais duas buchas de maconha. Já nos bolsos de B. de S. A., 26, havia um papelote de cocaína e R$2,00 em dinheiro; com E., estavam R$144, 65, e com a mulher P. R. R., 22, havia R$34,00. O motorista W. F. B., 30, não portava a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e estava com sinais de embriaguez.

Enquanto os policiais faziam o seu trabalho, juntou-se um grupo de pessoas que os hostilizava e tentava libertar os presos: dois deles em particular, G. A. J. de L., 24, que depois confessou ter consumido cachaça, e o menor T. L. A. S., 17, incitavam que os militares fossem agredidos e a viatura fosse depredada. Por conta disso, foi necessário disparar um tiro de bala de borracha e chamar outras viaturas para dar apoio à ação. Eles foram presos, mas como resistiram, foi necessário força policial para imobilizá-los. Nesse momento, E. A., 44, mãe de um dos envolvidos, insultou uma sargento com palavrões e também foi presa.

O telefone celular de uma testemunha foi recolhido como prova. Os seis presos foram levados à Delegacia de Polícia Civil para os procedimentos de praxe. O carro foi rebocado para o pátio credenciado.