Geral
6 de março de 2018

Monlevade está sem vacinação há mais de duas semanas

Reprodução

João Monlevade está sem aplicar vacinas diversas, inclusive em crianças, desde o dia 19 de fevereiro. Segundo informações apuradas pelo A Notícia, problemas no funcionamento das geladeiras e atrasos na instalação das câmaras de armazenamento tem dificultado a vacinação.
O problema não é novo. Em janeiro deste ano, o município também perdeu mais de 2 mil doses de vacinas devido a um apagão que deixou a cidade sem energia elétrica, prejudicando o funcionamento das geladeiras. A constante queda de energia elétrica também é outro fator que prejudica o armazenamento das doses. A temperatura adequada para garantir a utilidade das vacinas deve ficar entre 2ºC e 8ºC. Porém, com as geladeiras “comuns” e com as quedas de energia, a temperatura já chegou a 19º C.
Vistorias realizadas por uma equipe da Secretaria de Estado da Saúde constatou problemas na refrigeração e acondicionamento das doses. Para resolver a demanda, a Prefeitura deverá comprar geladeiras específicas, seguindo recomendações do Ministério da Saúde.
Ainda não há data específica para retomada do fornecimento das vacinas. A previsão é de que isso ocorra nos próximos dias e de forma gradativa, em todos os postos de saúde da cidade. Segundo a Prefeitura estima que, a partir desta terça-feira, a situação seja normalizada pelo menos no Centro Social Urbano (CSU – Loanda). As unidades do Novo Cruzeiro e a Policlínicas são as próximas.

Dia D
Mesmo com o problema, a Prefeitura de João Monlevade anuncia o “Dia D” e a campanha de vacinação contra Febre Amarela nos bairros da cidade. A informação é de que, a partir desta terça-feira (6), equipes da Secretaria de Saúde iniciam os serviços de vacinação de casa a casa contra a doença, que já matou 12 pessoas na região do Médio Piracicaba, que também conta com dezenas de notificações de casos. Nesta etapa, as ações, que buscam garantir que toda a população-alvo seja vacinada, acontecem até o próximo dia 16, nos seguintes bairros: Boa Vista, Cachoeirinha, Industrial, Tanquinho I, Tanquinho II, Estância Burian, Pedreira, Centro Industrial, Jacuí, Serra do Egito e Vila Tanque.
As vacinas serão aplicadas também nos postos de saúde da Policlínica Central, Novo Cruzeiro e Centro Social Urbano, no Loanda. A Secretaria de Saúde informou, ainda, que os próximos dias 10 e 17, serão considerados “Dia D de vacinação”, seguindo orientação da Secretaria de Estado da Saúde, conforme relatório de monitoramento das ações estratégicas de combate à febre amarela no município.