Policia
2 de março de 2018

Briga na Secretaria de Saúde vira caso de polícia

Arquivo JAN
Revetrie e Toni quase chegaram às vias de fato

A Polícia Militar de João Monlevade foi acionada na tarde da última terça-feira (27) a comparecer na Secretaria Municipal de Saúde, no bairro Belmonte, em virtude de uma briga no local entre o vereador Revetrie Teixeira (PMDB), que também é vigia concursado do setor e o empresário Antônio Taveira, mais conhecido como "Toni da Setta", que quase chegaram às vias de fato.
De acordo com informações da Polícia Militar, a secretária municipal de Saúde, Andréa.Peixoto,.solicitou.a presença dos militares porque se deparou com Revetrie e Toni em atrito verbal. O empresário não se encontrava mais no local no momento da chegada da polícia e, de acordo com Revetrie, a briga aconteceu porque ele, no dia anterior, trancou a porta da Secretaria, deixando a enteada de Toni, que é funcionária do setor, trancada no interior do departamento.
Em conversa com o jornal A Notícia, Toni confirmou que foi ao setor devido ao acontecido e que sua enteada está grávida. "Fui lá falar para o vereador que ela tem pai e que se quiser trancar alguém, que tranque a mãe dele. Ele falou que o horário de trabalho era até às 17h, mas isso não quer dizer que ele possa trancar uma funcionária lá dentro. Está errado. É bom salientar que, primeiramente, conversei com a secretária de saúde, Andréa, sobre o ocorrido, questionando se ela poderia fazer algo. Depois, fui até ele e fiz o meu desabafo. Disse que, ali, ele é apenas o porteiro, que como vereador ele está de passagem e que faltam só dois anos e nove meses para ele sair", disse.
Já Revetrie afirmou que Toni chegou até ele bastante nervoso e demonstrando desequilíbrio. Por isso, ele preferiu não “render o assunto”. O vereador disse que mesmo após a chegada da Polícia, ele não quis registrar ocorrência. No entanto, confirmou que fechou a sala após 1h depois do término do expediente e que cumpriu seu papel de vigia. Ele ressaltou também que precisa fechar a secretaria após o expediente para acionar os alarmes.