Você está em Notícia / BRASILEMUNDO /
BrasileMundo
6 de outubro de 2017
Itabirano Marco Antônio Lage assumirá diretoria de Comunicação e Marketing do Cruzeiro
Reprodução
Marco Antônio Lage é de família do distrito de Ipoema, em Itabira
DO DEFATO ONLINE

Pouco mais de uma semana depois de ter conquistado o título da Copa do Brasil, o Cruzeiro vive dias turbulentos politicamente. Após ser eleito presidente, na última segunda-feira, 2 de outubro, o empresário Wagner Pires de Sá tomou decisões que não agradaram a atual cúpula celeste, o que tem causado uma debandada na direção. E caberá a um itabirano arrefecer os ânimos e propor estratégias para mudar o ambiente na Toca da Raposa. O jornalista Marco Antônio Lage será o responsável por um setor que unirá a Comunicação, o Marketing e o Comercial do Cruzeiro.

Marco Antônio foi oficialmente anunciado pelo novo presidente nessa quinta-feira, 5 de outubro. Tido por amigos como “cruzeirense fanático”, o itabirano levará para o clube celeste toda experiência adquirida nos 25 anos que permaneceu como diretor de Comunicação Corporativa e Sustentabilidade da Fiat Chrysler Automobiles (FCA) na América Latina. Ele assume em 1º de janeiro.

"Tivemos uma primeira reunião mais para conhecer a gestão, as ideias e apresentar o futuro planejamento. Queremos profissionalizar o Cruzeiro em todos os âmbitos e trabalhar essa transição. Estes são os nossos primeiros passos neste momento", afirmou Marco Antônio, em entrevista ao Jornal O Tempo.

Nessa quinta-feira, 5 de outubro, Marco Antônio Lage já acompanhou o novo presidente em entrevista à Rádio Itatiaia, nos estúdios da emissora.

Itabirano/ipoemense de 53 anos, Marco Antônio Lage é formado em jornalismo e é mestre em Marketing. Já foi repórter, chegou a cobrir futebol, e depois trabalhou na Comunicação do Sebrae. Seguiu para a Fiat, onde permaneceu por 25 anos trabalhando no setor de Comunicação e Sustentabilidade.
LEIA TAMBÉM
 
Publicidade
Publicidade
31 3851-1791
Av. Rodrigues Alves, nº 78, República
João Monlevade/MG
NOTÍCIAS
OPINIÃO
OPINIÃO
SOCIAIS