Você está em Notícia / VARIEDADES /
Variedades
18 de setembro de 2015
Preservando uma herança artesanal

São Gonçalo inaugura Centro de Artesanato e valoriza a cultura local


Valorizar a cultura local através do artesanato, fomentar o turismo e comercializar os produtos artesanais fabricados no município. Com esses objetivos, a Prefeitura de São Gonçalo do Rio Abaixo demonstrou mais uma vez ter sensibilidade cultural e inaugurou, no último dia 11, o Centro de Artesanato.
Instalado na Praça Central, o espaço foi concedido para uso da Associação dos Artesãos de São Gonçalo do Rio Abaixo (AASGRA) e será palco de feiras, exposições e comercializações de produtos artesanais e gastronômicos. A iniciativa também visa fortalecer o artesanato e aumentar a geração de renda dos artesãos são-gonçalenses.
Para a presidente da AASGRA, Cleide Aparecida dos Santos Veiga, o Centro de Artesanato vai impulsionar a produção dos artistas da cidade e vem realizar um sonho da Associação, que sempre foi ter uma sede própria. “O novo espaço é muito bem localizado e vai dar mais visibilidade ao artesanato são-gonçalense, o que acaba por incentivar nossos artesãos a produzirem cada vez mais. No local, além de exposições, pretendemos também oferecer cursos”, afirma.
O prefeito de São Gonçalo, Antônio Carlos Noronha Bicalho (PDT), enfatiza que o artesanato é uma importante expressão cultural e o artesão leva o nome de São Gonçalo para além do município. “Esse ponto é para mostrar a verdadeira história, a realidade de São Gonçalo. A cidade vive a cultura, vive os artesãos, os cantores, o teatro. É a herança que nós temos, que não podemos perder e temos que estender para os próximos que virão. Esse local vai servir também para aulas de música, para oficinas de teatro e artesanato”, destaca.
Antônio Carlos também enfatizou que queria um espaço para prestigiar os artistas locais. “A princípio aqui seria uma lanchonete, mas comecei a pensar que teria que ser algo que não trouxesse problema para o trânsito e nem para a população. Eu não queria que fosse mais um ponto de venda de bebida. Queria que fosse algo que levasse o nome de São Gonçalo para fora. Um lugar que mostrasse a verdadeira realidade da cidade, a cultura de São Gonçalo”, afirma.

Visibilidade


Um dos fatores apontados pelos artesãos como a grande vantagem do Centro de Artesanato é a visibilidade trazida para os artistas locais. Para a artesã Márcia Felipe, associada ao Aasgra há três anos, o local será muito importante, pela comodidade e acesso. “O espaço veio a calhar. Aqui o trabalho do artesão vai ser mais bem visto. As pessoas vão poder vir aqui e ficar tranquilas, com estacionamento e acesso fácil. Além do nosso trabalho ficar bem exposto”, ressaltou.
Já para Vera Lúcia Capucho, artesã e bordadeira também associada à Aasgra, o espaço é bem mais amplo que o utilizado pelos artesãos anteriormente, a Casa do Artesão. “O espaço é bem melhor, mais amplo. Na Casa do Artesão fica tudo mais escondido, pois é muita coisa. Para nós é bom, é mais central, tem mais visibilidade, vai chamar mais a atenção”, frisou.
LEIA TAMBÉM
 
Publicidade
Publicidade
31 3851-1791
Av. Rodrigues Alves, nº 78, República
João Monlevade/MG
NOTÍCIAS
OPINIÃO
OPINIÃO
SOCIAIS