Desde 1984
Geral
19 de dezembro de 2014
Lourdes: tranquilidade e boa vizinhança
Isabela Azi
A Praça Maurício Vasconcelos é alvo de reclamação dos moradores pelo aumento no índice de criminalidade
Alvinópolis, Betim, Juiz de Fora, Raposos, Contagem, Vitória, Bicas, Ponte Nova e tantas outras cidades mineiras dentro de um só bairro: o bairro de Lourdes. Tradicional, pacato e familiar, o bairro é um dos mais procurados pelos monlevadenses que desejam a tranquilidade e a boa vizinhança, aliadas à proximidade da região central.
A série “Seu Bairro é Notícia” dessa edição visitou o bairro de Lourdes e conversou com os moradores sobre a relação entre os vizinhos e a tradição do local. Para Ricardo Alves Pinto, comerciante e morador há 20 anos, o bairro é um lugar bom para viver. “Poder contar com os vizinhos e com a ajuda deles é um dos principais motivos para morar aqui. A tradição de quem mora aqui há 20, 30 e até 40 anos faz do bairro de Lourdes um local muito familiar”, ressalta.
O vice-presidente da Associação Comunitária, Luiz Gonzaga de São José, ressalta que o engajamento dos moradores para as questões do bairro faz de lá um lugar melhor. “Eu, que organizo as festas do bairro, vejo que todo mundo da comunidade apoia a realização de festas e das coisas boas para a comunidade, fazendo do bairro ainda mais tradicional”, acrescenta.
A história de José Honorato Pereira, um dos primeiros moradores do Lourdes, reforça o gosto pelo bairro. “Moro aqui há quase 50 anos. Passei um tempo morando em outra cidade, mas quando voltei, quis morar na mesma casa, na mesma rua e, principalmente, no mesmo bairro. Nunca deixei de visitar meus amigos e acho que é o melhor que temos aqui”, afirmou.
Para Maria da Conceição Magalhães a proximidade com Carneirinhos é outro fator que valoriza o Lourdes. “É bom morar perto do centro e ter a tranquilidade de um bairro. Por estarmos perto, temos a opção de ir a pé e não depender nem de carro e nem de ônibus. Isso é um ponto positivo daqui”, ressaltou.

Problemas



A tranquilidade do bairro de Lourdes, que para os moradores é o principal motivo de se viver lá, tem sido afetada pelo aumento nos índices de criminalidade na Praça Maurício Vasconcelos, também conhecida como Praça do Luiz Prisco. Para Ricardo, o principal problema é a praça, que tem contribuído para tornar o bairro violento. “É um bairro ótimo para morar, mas a praça é um problema. Durante o dia fica cheio de pessoas vendendo drogas e à noite têm acontecido diversos roubos que impedem que as pessoas passem por lá em segurança. Não temos policiamento adequado no local e isso coloca em risco nossa segurança”, denunciou.
O morador Luiz Gonzaga também acredita que algo precisa ser feito para resolver a situação da Praça. “Precisamos de policiamento constante na praça por que, antigamente, o bairro era tranquilo e agora o local está nos preocupando”, acrescentou.
Para Ricardo, outro problema do bairro tem sido as obras inacabadas do Departamento de Águas e Esgotos (DAE), não fechados adequadamente. A limpeza também é alvo de reclamação dos moradores. “Outras coisas que nos incomodam é a limpeza, que está deixando a desejar e os buracos abertos pelo DAE que não são fechados corretamente. O DAE chega aqui, começa uma obra e não termina”, concluiu.